Drácula – Bram Stoker

Drácula (1897), do romancista irlandês Abraham (Bram) Stoker, leva o leitor ao coração da Londres vitoriana, onde um conde estrangeiro e vampiro ameaça a sociedade da classe média. Vivendo anonimamente durante a maior parte do tempo, ele está livre para escolher suas vítimas.⠀

O romance revela o horror que advém do anonimato urbano. ⠀

Tudo que é moderno como iluminação a gás, ciência, tecnologia, e até mesmo a polícia não tem serventia perante esse invasor ancestral proveniente de terras folclóricas e mitológicas. ⠀

Conde Drácula é descrito como uma força estrangeira, obscura e animalesca. Propagação maléfica, sexualidade e degeneração, associadas à sordidez da vida urbana, também estão presentes quando o conde ameaça disseminar a maldição dos mortos-vivos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s