1º de maio. Dia da Literatura Brasileira

book-1659717_960_720.jpg

Maio já começa literário logo no seu primeiro dia, quando comemoramos o Dia da Literatura Brasileira.

Uma data que veio para homenagear todos aqueles, que se dedicam a essa árdua arte que é escrever. Mas não somente os escritores, os livros também são fontes de todas as homenagens neste dia.

A Literatura Brasileira é marcada por uma diversidade de escolas literárias imensa, que contaram, e ainda contam, os períodos sociais e intelectuais do nosso país.

A escrita, no Brasil, surgiu no Quinhentismo – um período que marca a reunião de todas as manifestações literárias ocorridas no país no século XVI, porém não podemos dizer que se tratava de manifestações genuinamente brasileira, pois não denotava na visão do homem brasileiro, e sim do europeu que aqui havia chegado com o intuito de exploração das terras conquistadas.

Após o Quinhentismo, a Literatura Brasileira seguiu entre Barroco, Neoclassicismo ou Arcadismo, Romantismo, Realismo, Parnasianismo, Simbolismo, Pré – Modernismo, Modernismo e o Neo-Realismo.

jose_de_alencar-279x300O Dia da Literatura Brasileira tem como origem a data de nascimento de um dos maiores escritores do nosso Romantismo, José de Alencar.

“José de Alencar (José Martiniano de Alencar), advogado, jornalista, político, orador, romancista e teatrólogo, nasceu em Messejana (atual bairro de Fortaleza), CE, em 1º de maio de 1829, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 12 de dezembro de 1877. É o patrono da cadeira n. 23, por escolha de Machado de Assis. A sua notoriedade começou com as Cartas sobre A Confederação dos Tamoios, publicadas em 1856 .Ainda no mesmo ano, publicou o seu primeiro romance conhecido: Cinco minutos. Em 1857, revelou-se um escritor mais maduro com a publicação, em folhetins, de O Guarani, que lhe granjeou grande popularidade. Daí para frente escreveu romances indianistas, urbanos, regionais, históricos, romances-poemas de natureza lendária, obras teatrais, poesias, crônicas, ensaios e polêmicas literárias, escritos políticos e estudos filológicos. Sua obra é da mais alta significação nas letras brasileiras, não só pela seriedade, ciência e consciência técnica e artesanal com que a escreveu, mas também pelas sugestões e soluções que ofereceu, facilitando a tarefa da nacionalização da literatura no Brasil e da consolidação do romance brasileiro, do qual foi o verdadeiro criador. Sendo a primeira figura das nossas letras, foi chamado “o patriarca da literatura brasileira”. Sua imensa obra causa admiração não só pela qualidade, como pelo volume, se considerarmos o pouco tempo que José de Alencar pôde dedicar-lhe numa vida curta. Faleceu no Rio de Janeiro, de tuberculose, aos 48 anos de idade”

Anúncios
Categorias:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s