Livros perigosos

Vivemos em uma época, onde a leitura é incentivada a todo o momento. Mesmo com as novas ferramentas digitais, a venda e o consumo da leitura em sua essência têm crescido cada dia mais.

Se você é um leitor assíduo, provavelmente guarda algumas obras na memória, que são inesquecíveis. Aquelas que mesmo após ler, ainda estão na sua biblioteca pessoal. Porém alguns livros são considerados extremamente perigosos e prejudiciais para os seus leitores. Alguns são proibidos em determinados países, por seu conteúdo, que pode afetar diretamente o psicológico de quem os lê. Nos séculos, XIX e XX, alguns autores foram extremamente polêmicos.

Abaixo alguns dos livros que foram considerados os mais perigosos da história.

Você teria coragem de lê-los?

Existe um velho ditado que diz:

“Nunca julgue um livro pela capa.”

De fato ele pode ser aplicado em vários momentos com certa coerência. Porém, outros livros somente pelo título, já nos oferece certa dimensão do seu conteúdo.

Eis os livros:

 

  • OS VERSOS SATÂNICOS 

Do escritor britânico Salman Rushdie

51Mq9+Zct3L

A obra de ficção fala sobre dois indianos muçulmanos que sobreviveram a um atentado a bomba em um avião. Após a queda na Inglaterra, um deles desenvolve chifres, cascos e um rabo. O outro cria uma espécie de anel de luz, que rodeia um corpo celeste.

O título faz referencia a alguns versos do Alcorão (livro sagrado do Islã). Por isso, a obra foi considerada extremamente ofensiva ao profeta Maomé.

Para se ter uma ideia, após sua publicação em 1989, o líder Ruhollah Khomeini fez um pronunciamento ordenando a morte de Salman Rushdie, e mais que isso, qualquer pessoa que possuísse ou tomasse conhecimento do seu conteúdo, estaria condenado a morte.

Rushdie que no livro declara que não acredita mais na religião foi obrigado a viver escondido por um bom tempo.

 

  • ALDARAIA SIVE SOYGA VOCOR

28497201

Voltando alguns séculos no tempo, temos uma das histórias mais intrigantes e misteriosas de todos os tempos.

Primeiro devemos conhecer um homem que deixou um grande legado, como sendo um dos homens mais sábios da história, John Dee. Ele foi matemático, astrônomo, geógrafo, astrólogo e também conselheiro da rainha Elizabeth I. Além de todos esses atributos, Dee foi um grande ocultista, e dedicou parte de sua vida à esse tipo de estudo. Em sua posse nesse tempo havia um livro de Soyga, um manuscrito que Dee acreditava ter sido revelado pelos anjos ao seu escritor, que também segundo Dee foi um dos primeiros humanos da terra.

Durante a vida de Dee, ele e muitos outros especialistas da época, tentaram decifrar esse estranho livro sobre magia. Ele contém códigos, imagens e desenhos que para nós não faz o menor sentido.

Após a morte de John Dee, o livro simplesmente desapareceu de sua biblioteca. Ele só foi aparecer novamente em 1994, quando duas cópias foram encontradas. Os estudiosos ainda estão tentando descobrir seus mistérios. Mas o que descobriram até agora, é um código perturbadoramente complicado de demonologia, encantamentos mágicos e astrologia.

O livro de Soyga também contém nomes e genealogia dos anjos. John Dee passou boa parte de sua vida tentando contatar os seres angelicais e esperava que esse livro o ajudasse. Ele alegou que pediu ao anjo Uriel para ajudar a entender o livro de Soyga, porém, foi dito que o livro só poderia ser interpretado pelo arcanjo Miguel.

 

  • MINHA LUTA 

MINHA_LUTA_14739652351074SK1473965235B

Esse foi o livro mais famoso, de um dos seres humanos mais famosos que já pisaram na terra, Adolf Hitler.

Inicialmente, esse livro foi publicado em duas edições. Nos anos de 1925 e 1926. Depois que Hitler foi preso por tentar organizar um golpe de estado em Munique.

Mas o que esse livro tem de tão prejudicial e perigoso?

Bom se você conhece um pouco de história, sabe das barbaridades cometidas na segunda guerra mundial. Principalmente no que diz respeito ao massacre que o povo Judeu sofreu. Esse livro é uma prévia dos pensamentos de Hitler sobre anti-semitismo (discriminação contra judeus), ideias extremistas e sobre o surgimento do partido nazista.

Sendo chamados por alguns de bíblia nazista, as ideias principais do livro são exatamente as que foram aplicadas posteriormente na Alemanha nazista.

 

  • O DIÁRIO DE TURNER

o-diario-de-turner-andew-macdonald-D_NQ_NP_970026-MLB28035542479_082018-F

Escrito por William Luther Pierce, sob o pseudônimo de Andrew Macdonald, em 1978. Ele foi reimpresso por diversas vezes ao longo dos anos. O conteúdo desse livro diz respeito a um grupo de brancos da raça ariana, que por meio de uma revolta armada, derrubam o governo dos Estados Unidos (descrito no livro como totalmente dominados por judeus).

Essa revolução violenta visava eliminar as pessoas negras e não arianas da terra. Segundo conta no livro, isso seria feito primeiro nos Estados Unidos. Posteriormente, no mundo todo.

Segundo os especialistas o livro é o mais lido entre os extremistas que acompanham esse viés ideológico. E possivelmente pode ter influenciado Timothy Mcveigh, um ex-militar que bombardeou um prédio em Oklahoma, no ano de 1995, onde 168 pessoas foram mortas e mais 600 foram feridas.

 

  • O GRANDE GRIMÓRIO 

41EqXYhtIvL._SX331_BO1204203200_

A cópia mais antiga desse livro é datada de 1522. Mas acredita-se que ele teria sido escrito anos antes, pela alta cúpula da magia que vivia na época. O conteúdo desse livro vai além dos demais semelhantes sobre esse tema.

O livro ensina seus leitores a invocar o próprio Lúcifer. A fim de fazer um pacto com o governante do inferno.

Manuscritos datados de 1960 dizem que nem mesmo os líderes satanistas tinham coragem de usa-lo. Pois sabiam que seriam vencidos.

Mas então, qual o sentido de obter tanto poder e não poder usá-lo?

O livro era cobiçado, não pelo máximo que poderia fazer, mas sim pelo mínimo. Além da invocação de demônios, ele contém um grande número de feitiços, fórmulas e segredos.

Hoje podemos comprar O Grande Grimório em qualquer livraria especializada. Ou até mesmo encontrá-lo na internet em PDF. Mas o que se acredita é que o verdadeiro grimório nunca foi mostrado ao público e que está no Vaticano. Tendo sido recolhido pela igreja por volta do século XVIII.

 

  • Necromicon

Necronomicon- A halál névadása

Escrito por  Abdul Alhazred por volta do ano de 700. Esse homem era conhecido como poeta louco. E levou essa fama pelo fato de ser muito inteligente. Mas ao mesmo tempo por fazer loucuras, como passar anos, isolado no deserto.

Sobre o manuscrito, o próprio autor adverte que sua leitura pode levar a loucura, gerar pesadelos ou até mesmo visões horríveis.

Segundo alguns pesquisadores, o livro reúne diversos conhecimentos. Desde cultos antigos à invocação e magias. Acreditasse que as verdadeiras cópias desse livro foram em sua maioria perdidas. Mas que em algum lugar, ainda exista de fato o livro original.

Apesar de se encontrar referência desse livro em diversos lugares. Muitos afirmam que ele não passa de uma invenção do escritor Howard Phillips Lovecraft, um estadunidense que escrevia contos de terror. A primeira vez que Lovecraft fez menção ao Árabe louco foi em 1921, no conto A Cidade Sem Nome. Somente anos mais tarde ele lançou o livro A História de Necromicon. Além dele, diversos atores também falam sobre esse tema, como o canadense Donald Tyson.

Não se pode afirmar se o livro é real ou uma farsa. Mas o que se tem escrito sobre ele, o torna uma das mais perigosas leituras do mundo.

Anúncios
Categorias:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s