Os miseráveis (1862)

20190306_172721_0000647380652.png

Os Miseráveis. É composto de cinco volumes. Victor Hugo, seu autor, foi um dos maiores escritores franceses da época. Nasceu em 1802 no leste da França. Hugo era um escritor prodigioso e produziu cerca de vinte volumes de poesia, dez peças e nove romances. Dentre suas obras famosas além de Os miseráveis, temos também O corcunda de Notre-Dame.

Victor Hugo escrevia romance que protestava contra as condições sociais existentes na França da época, ele buscava destacar a injustiça em uma tentativa de trazer mudanças.

Inferno precisando de humanidade

A história principal de Os miseráveis enfoca Jean Valjean, libertado depois de passar dezenove anos na prisão por ter roubado um pedaço de pão. Agora um pária social, ele rouba um bispo, que encobre o crime e cuja gentileza o coloca no caminho da redenção. Usando nome falso, Valjean começa uma negócio, torna-se rico e adota uma menina, Cosette, cuja mãe Fantine forçada pela pobreza a entrar para a prostituição, morreu. Apesar de seus esforços, Valjean é assombrado por seu passado criminoso e é perseguido implacavelmente por um inspetor de polícia chamado Javert.

Muitos outros personagens entram e saem da história: Marius, um estudante de direito idealista, que se apaixona por Cosette; os Thenardies, donos de uma estalagem sem escrúpulos, que maltratam Cosette; seus filhos negligenciados, Gavroche e Éponine, que vivem nas ruas; muitos estudantes revolucionários. Todos eles estão presos em uma sociedade infernal que Hugo descreve vividamente.

De vez em quando, o autor muda de assunto para abordar tópicos e apresentar sus opiniões. Ele escreve em detalhes sobre assuntos como a Batalha de Waterloo, trombadinhas, arquitetura parisiense, a construção dos esgotos em Paris e ordens religiosas. Ao final do romance, deixa a ação nas barricadas de lado para refletir sobre o papel da revolução na criação de uma sociedade melhor, antes de retornar à história e à sua conclusão.

Os Miseráveis. Foi amplamente anunciado antes de sua publicação e causou uma comoção considerável. Várias resenhas foram críticas, acusando Hugo de ser perigosamente revolucionário ou extremamente sentimental. No entanto, o livro foi um sucesso instantâneo, não apenas na França como também na Grã-Bretanha e além. Apesar de nao ter trazido mudanças diretamente, seu alcance histórico e as descrições poderosas da injustiça social, como em todos os grandes romances de protesto, fizeram o livro provocar o pensamento e ajudar a elevar a consciência social.

Os miseráveis

O livro conta com um grande elenco de personagens entrelaçados. Apesar de retratar uma mistura de classes sociais, aquelas personagens cujas vidas desgraçadas foram engolidas pelo labirinto do submundo de Paris são o foco da história. No centro do livro está o destino de Cosette, a filha órfã de uma prostituta.

Prosperidade social quer dizer homem feliz, cidadão livre, nação grande.

Os miseráveis

Anúncios
Categorias:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s