Noturnos (1817)

Nada mais maravilhoso, nada mais fantástico que a vida real.

Noturno de E. T. A Hoffmann (1776 – 1822) é uma coletânea de oito contos que combinam um espírito de despreocupação e alegria com sinistros temas da irracionalidade humana. Os contos são redigidos num tom simples e populista, acessível a todos.

Antes de mais nada se Hoffmann tivesse vivido em nossa época, seria o que chamamos de multimídia; além de escritor genial e compositor, também foi desenhista talentoso e jurista. Entre suas atividades artísticas, além da pintura, da crítica musical e da dramaturgia, exerceu direção teatral, regência orquestral e cenografia. Como compositor, foi autor de música de câmara e outras peças. Crítico musical perspicaz, foi um dos primeiros a proclamar a genialidade de Beethoven.
Seu nome verdadeiro era Ernst Theodor Wilhem Hoffmann, mas ele se tornou conhecido desde suas primeiras publicações como E. T. A. Hoffmann, pois adotou quando adulto o nome Amadeus devido a grande admiração por Mozart. Nasceu em 24 de janeiro de 1776 em Königsberg, na Prússia-Oriental, e morreu em 25 de junho de 1822 em Berlin, com apenas 46 anos de idade.

Noturnos (Nachtstucke, ou “peças da noite”) é um título musical e um dos muitos textos românticos alemães adaptado para canções ou óperas. https://youtu.be/bU5yHsPTV38
Na sua curta existência construiu substancial obra literária que o tornou um dos escritores mais conhecidos no mundo todo. Escreveu numerosos contos como: O Homem de Areia, As Minas de Falune vários romances, entre os quais se destacam O Gato Murr e Elixires do Diabo. Foi uma das mais ilustres figuras do romantismo alemão e inspirou numerosos artistas, na Europa e no resto do mundo. Jacques Offenbach compôs a ópera fantástica em cinco atos Os Contos de Hoffmann inspirando-se no universo do romântico alemão.
Entre suas obras mais conhecidas destacamos:

Contos Noturnos (1817), Os Irmãos de São Serapião (1819-1820), O Pequeno Zacarias, chamado Cinábrio, Princesa Brambilla(1820), e também o conto O Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos, no qual foi baseado o balé Quebra-Nozes.
https://youtu.be/wcz3AnA5Lc8

O conto mais famoso é “O homem de areia”, em que o protagonista tradicionalmente solidário, que abençoa as crianças e seus sonhos, revela-se um monstro capaz de lhe arrancar os olhos.

Link da venda do livro na Amazon.

https://www.amazon.com.br/Homem-Areia-T-Hoffmann/dp/8579800021

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s